Moda e beleza

Battoulah a Máscara Usada pelas Mulheres Árabes

Para muitos de nós ocidentais as roupas e acessórios orientais parecem bem inusitados, principalmente quando se trata do aparato feminino.

E no meio de todo esse aparato repleto de véus e burcas, existe um item, mais especificamente um tipo de máscara que vem aguçando a curiosidade da galera por seu formato no mínimo curioso.

Essa máscara é tão diferentona que quando vi a primeira vez, achei meio estranho e tive a impressão de que se tratava de um apetrecho obrigatório para submeter as mulheres a algum regime religioso e etc.

Assim, para os meus olhos ocidentais o tal acessório me parecia uma prisão de ferro, pesada e massacrante, mas não é bem assim.

Na verdade, depois que me informei um pouco mais sobre o assunto vi que há toda uma questão cultural que abriu um pouco mais meu entendimento superficial e que eu nem percebia que por vezes era preconceituoso.

E como muita gente pergunta sobre esse tal acessório, resolvi compartilhar algumas informações, como por exemplo o que é essa mascara, onde teve origem, qual o significado e representatividade de seu uso e etc.

Então vem comigo nessa belly aventura!

 

O que é essa máscara e Onde Teve Origem?

De acordo com o que encontrei na Wikipédia seu nome é  Battoulah ou ( árabe : البطولة; al-baṭṭūlah ).

Essa máscara apesar de ser uma acessório que na atualidade está meio em desuso ainda é bastante  usada pelas mulheres árabes principalmente no Golfo Pérsico ,Bahrain , Kuwait , Arábia Saudita , Omã e Catar , e também no sul do Irã.

Agora, quanto a sua origem, muitos acreditam que as mulheres começaram a usar no final do século XVIII (18) na Península Árabe Oriental de Gujarat.

Mas, especula-se também que pode ter vindo do Yemen, Omã ou até mesmo, das comunidades muçulmanas na Índia, enfim, são inúmeras as teorias e o fato é que não se sabe exatamente onde teve origem o uso da Battoulah.

Existe alguma simbologia, significado ou utilidade no uso da Battoulah?

Sim, existe! O que não é de se admirar já que os povos orientais usam de muitos simbolismos e nada em suas vivências culturais acontece por acaso.

Assim, o que para nós pode não fazer sentido algum para eles tem importante significado, e o uso dessa máscara é um exemplo disso.

Com um design que simula as características do falcão, a battoulah simboliza  graça, destreza, e poder. Assim, a mulher tem um toque representativo das  qualidades do Falcão que é uma ave extremamente valorizada para os árabes.

 

E não pense que as mulheres orientais não gostam ou se sentem incomodadas em usar, e muito menos que são obrigadas  muito pelo contrário, algumas delas afirmam que é um acessório de beleza indispensável por destacar o olhar ou até mesmo disfarçar imperfeições.

Em uma entrevista para o site  The National uma oriental relatou que as mulheres idosas usam frequentemente para esconder rugas,  dentes quebrados ou descoloridos, e até mesmos sobrancelhas pouco atraentes, tanto é que o espaço em aberto ao redor dos olhos é maior nas mulheres mais jovens e vai diminuindo a medida que envelhecem.

Ela disse ainda  que nas gerações anteriores, os homens nunca veriam suas esposas sem a sua battoulah, que o acessório  fazia parte quase que naturalmente do rosto das mulheres  tornando-se parte delas, a ponto de até mesmo esquecerem que estavam usando.

Do que é feito a Battoulah?

A primeira vista pensei que  eram feitas de metal ou ouro,mas na verdade é fabricado em tecido e apenas a cor é metalizada. O único metal existente  fica na parte central bem acima do nariz  servindo como sustentação para dar forma a peça.

 

Embora as mais vistas na mídia sejam as de cores metalizadas, existe uma enorme variedade não só de coloração, mas também de  materiais.

O design também pode inclusive ser bem diferentes dependendo da região, idade, ocasião ou gosto da mulher. O importante é que faça alusão ao falcão.

Ainda de acordo com o The National o design das mulheres de Dubai por exemplo,  possui um tipo de corte conhecido por lá como ” Zabeel”, também usado em Abu Dhabi, e que tem um fundo superior, amplo e curvo.

O design  na região de Al Ain, é menor e mais estreito, mas algumas mulheres dessa região usam maiores, pois, se recusam a usar menor porque dizem que parecem bigodes por ficar acima dos lábios (eu tbm acho, rs).

Já na região de Sharjah, a Battoulah se assemelha ao corte de Zabeel, mas é moldada para que a parte superior da máscara seja inclinada para frente.

As cores mais usadas são marrom escuro, amarelo dourado, preto e vermelho.  Ah, existe também  as descartáveis, que podem  ser desprezadas  após o uso.

Outro fato curioso sobre sua estrutura está na parte de dentro, onde  encontramos um forro de tecido macio muitas vezes tingido de corante indigo, o que faz com que a pele também seja tonalizada.

Bom por hoje vou ficando por aqui, não esquece de dar uma passeada aqui pelo bellymaníacas porque tem muita coisa legal te esperando e se você quer saber mais sobre os trajes femininos da mulheres árabes dá uma lida aqui nesse post…. belly beijos para você e até a próxima belly aventura.

 

Fontes e Referências> www.thenational.ae

https://pt.wikipedia.org

 

Texto Estruturado e Adaptado por Aziza Zayn