Gestão profissional

Concorrência Desleal entre Profissionais de Dança do Ventre existe?

Concorrência existe e é natural no mundo dos negócios,mas o que vamos falar aqui é da CONCORRÊNCIA DESLEAL, ou seja, aquela em as ações se determinam pela falta de ética, desonestidade e mau caratismo.

Concorrência desleal geralmente acaba em perseguição, competição desnecessária, as mais diversas sabotagens, enfim,uma serie de perversidades que acabam por transformar em um verdadeiro inferno a vida dos envolvidos sejam eles vilões ou vitimas.

Eu já vi situações de concorrência desleal acontecer e muito no universo belly dance, e ainda recebo inúmeros  e-mails de queixas e desabafos com esse tema, e por esse motivo resolvi trocar ideais com vocês aqui no Bellymaníacas, no lugar de esconder a poeira em baixo do tapete.

err

Alguns relatos  me fizeram perceber que   muitos sofrem em virtude de ataques praticados por colegas muitas vezes de forma sorrateira e dissimulada, seja por meio de estratégias maquiavélicas na vida real ou na virtual,  sem que estes possam se defender.

 

Eis abaixo alguns exemplos de problemas identificados

  • Tenta sabotar o evento do outro marcando um evento superior na mesma data ou período do concorrente e se possível com ingresso mais barato.
  • Faz amizade por bajulação com profissionais renomados de outras regiões e dá sempre um jeitinho de queimar ou prejudicar ainda que sorrateiramente o colega concorrente da mesma cidade com intuito de fechar portas para ele.
  • Procurar os patrocinadores do evento do outro com intuito de toma-los para si.
  • Fazer amizade com as alunas do concorrente marcando-as em posts meticulosos por redes sociais como estratégia de conquista ou simplesmente para investigar o trabalho do outro.

A lista é enorme, e os citados acima  são só alguns tipos de condutas desleais  que evidenciam  o problema.

Mas porque será que isso acontece? Será falta de caráter? Será que os concorrentes se odeiam?

Pode ser! Mas a grande verdade é que algumas bailarinas agem   assim porque se profissionalizaram como dançarinas, mas não como empresárias ou como empreendedoras, por tanto não sabem lidar com seus concorrentes de forma profissional e assertiva.

O que vejo muito no meio bellydance é que algumas pessoas ainda agem no amadorismo  tentando alcançar  seu lugar no topo superando o colega, tendo o coração movido por um foco obsessivo destrutivo que acaba gerando um fundo desonesto.

Assim, o outro  profissional passa a ser não só um concorrente mas um inimigo mortal que precisa ser superado, como se fosse impossível  crescer sem que ele diminua.

E a coisa é muito pior quando são profissionais da mesma cidade. E não é raro acontecer de o outro responder a mesma altura nas maldades, e assim, ambos seguirem  catalizando para si mesmos um mundo de perversidades onde vale tudo na hora de aniquilar o sucesso um do outro.

Um exemplo disso é que quem age dessa maneira já acorda pensando no que o outro está fazendo, vira um espião dos projetos do outro, e as vezes tenta até mesmo copiar ou fazer igual mas de maneira melhor  só para provar sua autoridade e superioridade, quando na verdade, por dentro esta se sentindo mil vezes inferior.

E acredite, quem alimenta esse tipo de sentimento corre sérios riscos de faltar com a ética no meio concorrencial, e quem não não trata sua concorrência com ética e sabedoria, vai deixando claro não só sua insegurança e despreparo  mas também uma tremenda falta de profissionalismo.

É bom salientar nesse ponto que não tem nada de mal  analisar o concorrente do ponto de vista profissional com intuito de oferecer serviços diferenciados do que já existe, ou quem sabe até fazer uma parceria!  O mal está em ser desleal e agir como uma bellypsicopata!

ai meu deus

Penso que além de ser ridículo, não vale a pena investir   uma energia danada na procura de superar a concorrência de uma forma totalmente desonesta, desequilibrada e muitas vezes desesperada.

Além de tudo, isso faz uma mal terrível para saúde não só dos seus negócios , como para sua saúde emocional.

Isso porque sem perceber você passa a viver exclusivamente  na base da comparação com seu concorrente, tendo todas suas ações balizadas pela dele e vai se perdendo do seu próprio potencial criativo, artístico e intelectual.

Sem contar que  os clientes (alunos e contratantes)  sabem  reconhecer a falta de ética e de profissionalismo, e por mais que se tente camuflar  atitudes sujas no meio belly dance  uma hora ou outra elas  se revelam e é quando o feitiço vira contra o feiticeiro e na tentativa de derrubar o outro pode se ter uma queda ainda pior.

Portanto, minha sugestão é:

Nunca  caia na vontade de bater de frente e medir forças com seu concorrente.  Use todo seu tempo, energia e sentimentos  para investir em você mesmo, objetivando sempre a auto superação. Tente fazer melhor amanhã do que você fez hoje em todos os seus projetos e ações.

Mantenha seu foco em inovar dentro de suas próprias criações, procurando sempre levar experiências boas e inesquecíveis para seus alunos, contratantes e outros colegas da arte.

E vai por mim, isso dá tanto trabalho, mas tanto trabalho que você nem terá tempo de se preocupar ou temer concorrência. Agir melhorando e aprimorando a si mesmo é com certeza a melhor forma de se fortalecer no mercado e se tornar imbatível.

Por hoje é só habibes e habibas, eu vou ficando por aqui,  espero que de alguma forma o post  seja útil para reflexão contribuindo para uma melhor vivência nessa arte linda que é a dança do ventre.

Infelizmente tem sim esse tipo de coisa no meio, mas tem em todos os lugares e cabe a nós aprendermos lidar com sabedoria rumo ao sucesso sem desmerecer ou pisar em ninguém pelo caminho.

Bellybeijos e até a próxima belly aventura.

Imagem no topo via- www.ewakiec.com

Leave a reply