Inspire-se

Meu Coração Bate Forte mesmo é Pela Dança do Ventre

Dança do Ventre com Anna Paschenko

Salam belly lindas e belly lindos, hoje temos por aqui a presença de  Anna Paschenko, bailarina de Moscou/ Russia, que além de ser uma belly dancer talentosa e deslumbrante, é um amor de pessoa.

A Anna,  inspirou meus estudos essa semana  com suas performances  lindas, sequências bem elaboradas, e claro, seus figurinos estonteantes e de muito bom gosto.

Sem contar a seleção de músicas usadas por ela, que me levaram a uma verdadeira caçada esses dias para incrementar minha play list, então, vem comigo nessa aventura, e descubra os belly segredos que fazem de cada performance dessa diva um espetáculo digno dos mais sinceros aplausos. Vamos lá!

 

 

BM- A Quanto tempo você pratica e o que fez você praticar a dança do ventre?

 

Foi na escola que tive meu primeiro contato com a prática da dança, mas não era Dança do Ventre ainda, era Dança de Salão.

E embora eu gostasse bastante, e adorasse os coreógrafos e nossas apresentações em diferentes lugares e eventos eu tive que parar, pois no momento, a dança de salão era uma atividade  muito cara para mim e minha família.

Mais tarde, já na época da Universidade tive meu primeiro contato com a Dança do Ventre e foi amor à primeira vista, do tipo que te faz sentir atraído de uma maneira inexplicável.

Logo,quando vi essa dança senti um turbilhão dentro de mim, e tive a certeza que essa era a arte que eu realmente queria para mim.

Não demorou muito, me juntei a um grupo belly dance e comecei a aprender a dançar. Depois de algum tempo, talvez 5 anos, algumas pessoas me pediam para ensina-las.

Mas, mesmo com esse tempo de aprendizado eu sentia que o que eu sabia não era suficiente para ensinar, era preciso estudar mais e me capacitar para de fato ensinar com qualidade profissional.

Então, mergulhei de vez na comunidade belly dance, passando a participar de festivais e competições, além de assistir uma grande quantidade de aulas e investir em cursos com professores conhecidos em todo mundo.

 

BM- Então, você tem pouco tempo pisando nos caminhos do profissionalismo em Dança do Ventre, como tem sido essa experiência para você?

             

Estou muito feliz em estar me desenvolvendo como profissional dessa arte tão apaixonante. Durante minha vida, tive experiências trabalhando em escritórios, e foi ótimo também, experiências únicas, mas meu coração bate forte mesmo é pela arte Belly Dance!

O amor é tanto que eu poderia dormir somente de 3 a 4 horas por dia para passar a maioria do meu tempo praticando e ensinando. E  mesmo com todos os desafios e contra tempos que por diversas vezes temos que enfrentar eu pretendo seguir em frente.

Penso que, se você quiser ser bem sucedido você deve escolher, eu fiz minha escolha, e por enquanto estou muito feliz com isso!

 

BM- Você tem uma postura muito bonita e elegante na dança, você pratica algo de especial para alcançar esse nível?

 

Quando você pratica Dança do Ventre seu corpo além de desenvolver novas habilidades, também traz à tona suas habilidades naturais e características individuais.

Acredito que, muito da sua essência é demonstrado nos movimentos do corpo, então, um porte elegante tem muito a ver com a beleza que vem da sua alma.

Unido a isso, temos a prática constante da dança em sí e seu reforço com elementos extras, que viabilizem um amplo entendimento das possibilidades do corpo, e esse é o meu segredo!

Assim, além de treinar a arte belly dance crua em seus aspectos tradicionais, eu também pratico aulas de yoga e ballet, que complementam poderosamente minha técnica.

E esse complemento contribui e muito com minha flexibilidade e alongamento naturalizando mais facilmente uma boa postura durante os movimentos.

BM- Quais são as suas dicas para criar uma performance que atraia o público?

 

Para criar arte de qualidade que atraia a atenção do publico, você precisa de muita dedicação, preparação e prática. Dentre muitas coisas você deve escolher uma música envolvente e um figurino encantador, oferecendo o que há de melhor sempre.

E por falar em encantador, a coreografia é um ponto muito importante do qual não devemos descuidar, afinal, é ela que vai guiar nossa trajetória no palco e durante a dança.

Assim, escolha com zelo a música e as sequências de passos, e deslocamentos, conecte-se em cada ato e coloque todo seu empenho na dinamização da sua locomoção nas melodias.

E tente como nunca dominar a técnica dos movimentos que você vai usar, assim, os movimentos vão brotar automaticamente e você estará livre para mostrar suas emoções e sentimentos – esse é um grande segredo. O público quer a sua energia!

 

 BM-  E como você consegue criar coreografias com sequências de movimentos tão bonitas?

 

Como disse anteriormente a coreografia é um ponto que devemos sempre estar atentos, e  é muito importante para mim tentar criar algo bonito e que eu sinta prazer e orgulho em demonstrar, e também, inspirar outras pessoas.

Para isso, me dedico obstinadamente, praticando todos os dias. Testo diversos movimentos e a estética de suas combinações dentro das sequências, além disso, estudo e assisto muitas performances para instigar minha criatividade e possivelmente detectar o que fica legal ou não fazer.

Sem contar que eu também crio e desenvolvo muitas coreografias para meus alunos e em diferentes eventos e festivais no meu país, o que também exercita minha capacidade criativa na elaboração de sequências.

Outra coisa que eu não poderia deixar de citar é que devemos sempre lembrar das lições de nossos mestres em nossas criações e procurar melhorar sempre.

Tem uma lição da minha professora Sweet Lana Smirnova que sempre lembro. Ela é um grande talento 😍 e me ensinou muito, principalmente sobre- harmonia. Ela dizia que, se você diz a alguém uma frase, não pode cortá-la, o mesmo acontece com uma sequência.

E o mais importante, coloque muito do seu amor e dedicação em suas criações, procurando fazer o melhor para as pessoas, e preste atenção como esse melhor voltará para você!

 

É isso aí belly lindas e belly lindos, espero que tenham gostado desse bate papo com esse talento da dança oriental. Com certeza a  Anna Paschenko  foi um valioso achado para os meus estudos e vou acompanhar de perto sua trajetória.

Bom, vou ficando por aqui, agradecendo de coração a essa linda. E você não esqueça de deixar seu comentário me dizendo o que mais gostou nas performances dela,  e volte sempre aqui no blog para me acompanhar nas próximas belly aventuras ok? Forte abraço!

Abaixo uma das performances de Anna Paschenko postada em nossa página do facebook e um derbake bem legal . Clique no play e inspire-se!

 

Anna Paschenko (Facebook) (Instagram)

Leave a reply