Aprenda a dançar

Dança do Ventre Como se comportar na sala de aula

A sala de aula é tão importante quanto o palco é o lugar onde não só  desvendamos os mistérios da dança do ventre   como também fazemos grandes exercícios de integração, sociabilidade e interação feminina.

A sala de aula é mais que um simples quadrado com espelhos, é o lugar em que construímos amizades e estreitamos laços, mas, dependendo da nossa conduta todo encanto pode se quebrar e o que era para ser um oásis acaba se tornando um campo minado mais perigoso que a faixa de gaza.

Isto ocorre porque a sala de aula é composta de mulheres com personalidades, histórias, habilidades e impressões diferentes o que torna o ambiente diversificado, repleto de novas experiências relacionais que algumas vezes podem ser desafiadoras, pois, lidar com as diferenças nem sempre é fácil e nem todo mundo tem disposição para aturar os defeitos alheios e muito menos reconhecer os seu próprios.

Como diz uma grande amiga minha “mais difícil que a arte de aprender  fazer  shimmie com camelo invertido finalizado com uma queda turca é a arte conviver com as colegas na aula de dança”.

Por essas e outras que hoje vamos ver algumas lindas regrinhas de convivência na sala de aula, afinal, quem tem o poder de tornar esse ambiente lindo somos nós, e nada melhor que dar uma ajudinha para nossa professora na hora de manter as coisas nos eixos sendo alunas capazes não só de dançar bem mas de construirmos juntas  uma atmosfera  agradável que realmente estimule o aprendizado saudável, terapêutico  e feliz para todos.

ftttEducação não mata Ninguém  e atrai boas energias

Essa vale tanto para alunas quanto para professoras. Antes de  entrar na sala de aula procure ser positivo, deixe os problemas lá fora, coloque um sorriso no rosto procurando tratar as pessoas com cordialidade honesta, não tem nada pior que fazer aula com gente mal humorada carregada de energia negativa e que nos trate mal.  Estar triste ou chateado não é motivo pra ser mal educado, controle-se!

—————————————————————————————————————————–

ftttFujas dos três elementos destrutivos:  Fofocas, Panelinhas e Intrigas 

Esses são os  três maiores geradores de conflitos  na sala de aula. Procure não criar e nem se envolver em  situações geradas por esses três elementos. Se isso ocorrer na sala e estiver lhe incomodando comunique  em particular a professora, afinal, ela é a principal responsável pelo gerenciamento da sala de aula seja no nível comportamental ou técnico cabendo a ela a resolução.

——————————————————————————————————————————-

ftttAjudar as amigas é bom, mas corrigi-las sem ser solicitada é péssimo

Deixe a correção com a professora principalmente se a colega não pediu sua opinião. Por mais que sua intenção seja de ajudar você corre o risco  ser mal interpretada e parecer que está querendo diminuir as capacidades da colega e enaltecer as suas. Entenda que nem todo mundo aceita ser corrigido e corrigir é algo que exige além da sabedoria técnica a sabedoria emocional, por isso, é algo que cabe ao professor.

———————————————————————————————————————————

ftttInteragir com as colegas é ótimo desde que não atrapalhes a aula

Exagerar nas conversinhas paralelas nos momentos em que a professora está ministrando aula não é nada educado, isso aí a gente aprende lá na segunda serie do ensino fundamental , mas nem sempre a gente consegue se conter né? Ainda mais quando se é tagarela feito eu, mas acredite, vale a pena fazer um esforço pra evitar ser desagradável atrapalhando os demais.

———————————————————————————————————————————-

ftttEstar na fileira  da frente não quer dizer que é melhor que os outros

Tem gente que se acha de estar   na fileira  da  frente na maior parte da coreografia mas não percebe que  pode estar no fundão no quesito humildade. Não é porque alguém dança bem, ou tem mais facilidade de aprender que as outras que tem o direito de tratar as colegas com ar de superioridade, exibicionismo e estrelismo.

Lembre-se que a boa convivência na aula de dança do ventre exige um antídoto maravilhoso chamado humildade sincera, é isso que nos faz ter respeito pelo professores, pelas colegas da turma e nos faz ser reconhecidos de forma positiva, não adianta nada ser a fenomenal na dança e uma desgraça de ser humano exibido que ninguém aguenta.

————————————————————————————————————————————

ftttRespeitar o aprendizado alheio é um ato de amor e faz de você uma colega querida

Já vi muita gente tirando sarro ou criticando tanto pela frente quanto por trás a colega que está com dificuldade de aprender ou de fazer determinado movimento e sequências coreográficas, e isso não é nada bom. As vezes é só brincadeira sem  a intenção de magoar,  mas ainda assim, temos que ter  cuidado com nossos comentários pois cada pessoa tem uma reação emocional diferente e pode se sentir, ridicularizada, excluída e incapaz ,ou até pior, desistir de dançar por esses motivos.

———————————————————————————————————————————–

ftttProfessores também erram 

Professores também erram, e muito! Se estiver sentindo que a metodologia, a técnica ou seja lá o que for estão errados, chame a professora em particular e exponha a situação,tenho certeza que se ela for uma boa profissional vai adorar receber seu feedback  para  na próxima aula corrigir e tentar melhorar a didática.

Nada de ridiculariza-la na frente das colegas ou ficar tecendo comentários críticos por debaixo do panos na turma, seja ética com sua professora. Se algo nela a incomoda chame-a para um chá e converse francamente.

——————————————————————————————————————————-

ftttTire suas dúvidas mas não tumultue a aula

Não tem nada de errado em fazer perguntas para sanar dúvida mas tem gente que  faz pra chamar atenção pra sí e  a toda hora interrompe a aula com questões as vezes até sem fundamento. Lembre-se que a aula é em grupo e não individual tente ser objetivo e usar de bom senso .

——————————————————————————————————————————–

ftttPare de brigar por lugar fixo na sala de aula

Desde os tempos de ensino fundamental que temos mania de determinarmos um lugar fixo na sala de aula e defendermos esse lugar tal como leoa defende seu território.Entenda que a sala de DV é diferente parece mais  com  uma quadra de volley onde as jogadoras tem que de hora em hora se deslocar  e aprender se dar bem em qualquer posição.

 Você não é poste nem árvore você é belly dancer e se desloca no palco e faz workshops com salas lotadas onde nem sempre dá pra ter uma visão privilegiada, por isso, tem que aprender a ter uma visão periférica e observar a professora pelos mais diferentes ângulos. Melhor que ficar brigando por lugar fixo é aprender a dançar em qualquer lugar.

———————————————————————————————————————————

ftttNão alimente rivalidades competitivas pra ser a melhor bailarina da turma

Uma das melhores formas de aproveitar essa linda arte é tirar do coração a necessidade de superar o outro pra se sentir mais importante, ao se livrar disso a rivalidade não tem espaço pra encher seu coração com a energia destruidora da competição desnecessária que só  lotam  a sala de aula com  inveja, ciumes e desunião.

É muito mais feliz quem  tem na Dança do Ventre uma ferramenta de auto superação do que quem a enxerga como algo pra provar para o mundo que é a melhor  de todas. Quem dança movida pelas  sombras da própria vaidade sempre objetiva provar que é  melhor que os outros eliminando da arte a sua verdadeira essência.

Que tal ser a melhor da turma em ajudar as colegas a dançar tão bem quanto você? Que tal ser a melhor da turma em aplaudir o esforço e torcer pelo bem das amigas? Que tal ser a melhor em superar a si mesmo e não perder tempo em superar o outro?

———————————————————————————————————————————

Por hoje é só habibes e habibas muito obrigada pela companhia e  não esquece de me contar aí nos comentários se já presenciou algum comportamento desses ou  até mesmo outros que não listei aqui, assim a gente troca experiências e enriquece positivamente nossa conduta na sala de aula.

Foto no Topo- Studio de Dança Aryana Rebelo