Publicações

E-book Foque na Sua Mudança Quatro Atitudes para uma Vida Feliz com a Dança do Ventre

Na sua trajetória com a dança do ventre talvez você já tenha sentido aquela angústia estranha dividida entre o amor a arte e uma dúvida que volta e meia bate te levando a um passeio entre a vontade de desistir e persistir.

Talvez você já tenha se visto em uma batalha de emoções onde ao mesmo tempo em que sente que não vale mais a pena respirar dança do ventre, algo dentro de você diz baixinho que sim, vale a pena.

Ou talvez você já tenha conhecido histórias de dançarinas desmotivadas, desencantadas com o universo belly dance, afinal, ora ou outra nos deparamos com relatos de descontentamento nas redes sociais e na vida real.

Eu pelo menos vejo muitos, e o que percebo é que mesmo amando a dança do ventre de todo coração, e conhecendo na teoria seus benefícios nem todas as bailarinas conseguem usufruir na prática das vantagens de ser uma belly dancer e seguem perdidas em diversas frustrações.

Mas, porque será que existe bailarinas descontentes na Dança do Ventre?

Olhando de modo superficial cheguei a acreditar que os motivos poderiam ser dificuldade de aprender a dançar, de entender os movimentos, ou até mesmo auto sabotagens por desacreditarem no próprio talento e capacidade.

Mas, conversando com algumas dançarinas ficou claro para mim que o que mais causa desmotivação e tristeza não tem nada a ver com questões técnicas da dança ou  questões como baixa auto estima e etc.

O que mais causa descontentamento com a arte são a decepções muitas vezes vindas da esfera dos relacionamentos interpessoais com os colegas do meio.

A maioria das bailarinas sempre apontam como fatores desmotivantes  os problemas que se originam de intrigas, falta de ética, panelinhas, competição de ego, necessidade de fama, competições de ego e etc.

Muitas delas se dizem desencantadas quando no lugar de encontrar na arte um refúgio feminino alicerçado na união de mulheres que se apoiam, motivam e valorizam umas às outras, encontram exatamente o contrário.

Tocada por estes fatos decidi me aprofundar um pouco mais no estranho abismo das desilusões belly dance na tentativa de compreender a raiz de tudo isso e quem sabe poder ajudar minhas companheiras belly lindas.

E foi assim que surgiu a ideia de lançar o e-book Foque na sua Mudança onde nesse primeiro momento procurei enfatizar 4 atitudes simples mas extremamente poderosas para o alcance de uma vida feliz com a dança do ventre .

Meu objetivo com isso é a partir das minhas experiências pessoais auxiliar as colegas que porventura se encontrem desmotivadas e desencorajadas em seus sonhos e expectativas, assim como um dia eu também estive.

Logo, você encontrará aqui algumas dicas para  chegar ao autoconhecimento, reconhecer sentimentos nocivos, mudar comportamentos e melhorar principalmente sua maneira de ver os relacionamentos interpessoais no seu convívio belly dance .

Então, quer ser uma belly dancer ainda mais feliz com a arte que seu coração escolheu para amar?  Baixe agora o seu Belly E-book.

 

 

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR GRATUITAMENTE