Aprenda a dançar

7 Erros que causam Lesões na Dança do Ventre

A dança do ventre dentre os vários tipos de dança como: ballet, jazz, salsa e etc, é uma das modalidades  mais gentis com o corpo, mas ela também pode  apresentar alguns riscos, se não executada adequadamente.

Por esse motivo é extremamente importante o acompanhamento por profissionais capacitados que entendam não somente da dança em sí mas das complexidades do corpo  na aplicação de determinados movimentos.

Dessa forma na postagem de hoje veremos algumas dicas objetivando evitar possíveis lesões decorrentes de práticas muitas vezes errôneas que podem causar danos a sua saúde. Vamos a elas:

1- Não se importar com os alongamentos.

Muita gente desconhece a importância dos alongamentos colocando assim a saúde do corpo em risco, mas o bailarino consciente sabe que  nunca deve começar seus treinos sem antes alongar, por mais simples que sejam os movimentos a serem executados.

O alongamento prepara o corpo antecedendo a atividade física proporcionando mais flexibilidade e consequentemente ajudando a evitar qualquer tipo de lesão

2- Ignorar sinais de dores.

Sobrecaraga fisica por meio de ensaios consecutivos,  movimentos repetitivos, a falta de alongamentos, falta de aquecimento, a falta de atenção a sua postura pode causar   dores em determinadas parte do corpo. O perigo está em ignorarmos esses sinais e querer a qualquer custo continuar dançando.

A palavra de ordem é: SE DOER PARE DE FAZER, e investigue as causas, dentre elas podemos destacar:

a)Você pode estar executando o movimento de forma errada, avise sua professora para que ela verifique e possa  corrigir a sua técnica.

b) Talvez você esteja fazendo o movimento corretamente, mas seus músculos ainda não têm a força para executá-lo , estude o movimento buscando saber quais musculos vc utiliza nesse movimento e procure por exercícios que possam fortalecer estes músculos.

Em qualquer caso, se você sentir dor pare imediatamente até descobrir o porquê. Nenhum passo de dança é importante o suficiente para arriscar lesões!

3- Sobrecarregar partes do corpo com treinos excessivos.

Treinar muito e repetir de mais determinado movimento com uma só parte do corpo  tambem pode gerar lesões e fadiga muscular na região treinada, o ideal é intercalar os treinos de movimentos,exemplo: hoje braços, amanhã quadril, depois de amanhã torço e por ai vai.

4- Arriscar movimentos complexos sem técnica.

Os movimentos de alta complexidade como cambret, queda turca e espacat são lindos mas precisam de muita atenção e entendimento claro da técnica para evitar lesões sérias e até mesmo acidentes graves, principalmente quando envolvem coluna.

NUNCA TENTE FAZER NADA COMPLEXO SEM ACOMPANHAMENTO DE PROFESSOR CAPACITADO. Determinados movimentos exigem estudos profundos e um amplo  domínio corporal não se executa do dia para a noite, leva tempo exigindo treinos técnicos e adaptação, onde todo cuidado é pouco.

5- Deconhecer a postura de base.

Acredite muita gente esquece da postura de base, e isso é sério porque é dessa postura que nasce grande parte dos movimentos da dança do ventre e pela falta dela algumas pessoas se machucam ao tentar fazer de qualquer jeito determinados movimentos.

Com a postura de base você terá mais facilidade na aplicação e isolamento de movimentos, uma vez que joelhos relaxados, levemente flexionados e ombros para trás ajudarão a manter as costas retas além de evitar dores e lesões, para isso o encaixe de quadril é fundamental pois possibilita o alinhamento da coluna.

Veja também—–> Encaixe e Desencaixe de Quadril Facilitando os Movimentos

6- Não distribuir o peso corretamente.

Para um dançarino, o corpo divide-se em vários blocos de peso: a cabeça, o peito, a pélvis e os quadris, as pernas e os pés. Para que a dança seja cômoda e harmoniosa, estes blocos devem estar bem alinhados . Para isto a regra básica é colocá-los diretamente uns em cima de outros na sua forma natural(Edições del Prado, 1999.)

A distribuição de peso é fundamental tanto no equlibrio quanto na execução correta de alguns movimentos E PARA EVITAR LESÕES  principalmente quando envolvem lateralidade, PEÇAM DAS PROFESSORAS DE VOCÊS UMA AULA SÓ SOBRE DISTRIBUIÇÃO DE PESO e vc verá o quanto vai entender melhor os movimentos.

Pena que só aprendi isso depois te tanto apanhar e sentir dor no joelho tentando fazer o tremido só com um lado do quadril, até que uma moça aqui na internet me falou sobre isso, foi quando consegui fazer o tal movimento e mais importante sem dores e lesões.

7- Ignorar detalhes especificos das Modalidades.

Cada modalidade dessa arte tem suas especificidades fisicas exigindo seus próprios cuidados aqui vou dar dicas para evitar lesões em duas modalidade que já vi muita gente se machucar por falta de cuidados, são estas:

a- DABKE

a) treine sempre calçada de preferencia tênis com amortecedor, afinal alguns movimentos exigem um pouco mais de impacto que a longo prazo podem trazer sérios danos ao joelhos.

b)nunca bata os pés no chão com força extrema, para evitar impacto desnecessário que venha acarretar em lesões como: fratura por stress nos pés ou rompimento de ligamentos  (caso você pise no pé de alguém o dano será menor rsrsr).

c) homens e mulheres também devem treinar de tênis mas é importante variar o calçado para que o corpo aprenda a dançar com diferentes estruturas para equilíbrio. Para isso reservem 5 minutos para treinar com o calçado tradicional desta dança, homens de bota e mulheres com sapato.(Sapatos e botas com um pouco de enchimento na sola pode proteger contra lesões.

VEJA TAMBÉM ——>Como Evitar Lesões nos Joelhos

B- KHALIGE E DANÇA IRAQUIANA

É necessário alongamento vigoroso no pescoço, costas e ombros e se vc for inciante indico o alongamento a cada 20 minutos de aula, para evitar torcicolo  e os movimentos devem ser feitos vagarosamente de inicio, o vigor vai aumentando de acordo com o aumento da flexibilidade e consciência corporal nessa região.( não precisa nem dizer que é para treinar de cabelos soltos, o cabelo ajuda no sentido de direção e equilíbrio)

A região do  pescoço é muito delicada. Uma lesão pode levar a uma vida de dor ou paralisia parcial. Trate seu pescoço com respeito e como sempre ta aí  A IMPORTÂNCIA DE SE TER AULAS COM UMA PROFISSIONAL.

fonte da imagem:http://www.athenna.com

4 comments

  1. Nadia Chagas Jardini 20 novembro, 2015 at 22:14 Responder

    Muuitto esclarecedor……pra mim infelzmente ja e tarde.Acabei com uma lesao na coluna,por ensaiar demais,movimentos repetidos e fazer cambres mtas vezes ate sem alongamento.Agora so Deus pra saber ate qdo vou poder dancar…….bjs,obg.

    • Bellymaniacas 1 dezembro, 2015 at 22:40 Responder

      Nossa Nadia, fiquei até arrepiada agora! se cuida viu não deixa a coisa se agravar e que sirva de alerta para outras bailarinas, eu tbm fazia muita coisa errada como nas citadas acima, até eu ver umas amigas tendo sérios problemas, por simples falta de cuidados básicos. Abraços para você e muito obrigada pela sua visita, fico aqui na torcida pela sua recuperação!

Leave a reply