Moda e beleza

Quadril com Estrias e Agora?

Salam bellylinda, você sabia que muitas mulheres  deixam de praticar a dança do ventre por  vergonha e receio de sua própria barriga?

E acredite não é só por conta dos quilinhos a mais, mas em outros casos por conta das Estrias. Aquelas que tomam coragem para se matricular em uma aula de dança do ventre enfrentam uma verdadeira batalha psicológica para conseguir coragem de mostrar a barriga e o quadril na turma, e outra batalha maior ainda na hora de participar das apresentações.

É por isso que no post de hoje eu trouxe algumas dicas de como lidar com esse probleminha. Então, vamos lá!

 Não se prive de seus sonho de dançar por conta das estrias

Tá bom, eu sei que é bem complicado principalmente porque afeta e muito nossa auto estima e segurança, afinal, as pessoas julgam e as mais maldosas criticam quando percebem algo que não atende os padrões de beleza existentes por aí, mas vai por mim, as pessoas estarão sempre insatisfeitas, não importa se você é magra, fofa, alta baixa sempre vai ter quem queira inferiorizar.

Eu vejo isso todo dia na fan page do blog, onde posto alguns videos de bailarinas com corpos esculturais e sem nem um vestigio de estria e etc  e mesmo assim há quem encontre algum defeito, critique e queira menosprezar.

Então, o que eu sugiro a você  minha amiga que está insegura com seu corpo por causa das estrias é:

Não aprisione seus sonhos  fazendo dessas listrinhas no seu corpo grades para sua alma, a vida é curta o tempo passa e as vezes deixamos de nos presentear com coisas lindas, com atividades maravilhosas que vão contribuir com nossa motivação e felicidade por conta do julgamento alheio que na maioria das vezes é injusto e só estão ali para tentar ofender.

Se a gente der muito ouvido para isso, por medo do que vão falar ou dizer  não faremos nada em nossa vida.

Portanto, assuma desde de já que no momento elas fazem parte de você e vá dançar, vá sacudir essas listrinhas e você verá que a dança vai se transformar em um incentivo a mais  para  você buscar meios de lidar com esse “probleminha” e até se cuidar mil vezes melhor  do que faz agora para que mais delas não apareçam.

E mais, a dança pode até ter ser uma arte visual cujo sua tela é o corpo, mas a beleza dessa arte vem mesmo  é de dentro daquilo que nossa alma emana e se a dança for uma atividade que você ama e deseja de verdade vai ser a arma que você precisava para se aceitar e se desbloquear emocionalmente.

Logo, se você ainda não se matriculou em uma aula por achar que é obrigatório mostrar seu quadril ou barriga listradinha, saiba que…

Não é obrigatório mostrar a barriga para fazer Dança do Ventre

Não é porque o nome da arte é dança do ventre que você é obrigada a mostrar a barriga, nem em aulas e nem em apresentações.

Tá certo que mostrar quadril e barriga ajuda muito na correção dos movimentos e na assimilação, mas se você se abrir com sua professora tenho certeza que ela vai compreender e lhe ajudar com essa questão até que você se sinta confortável e segura.

Inclusive, para aulas você pode usar  de todo um arsenal de looks belíssimos como  colantes semi transparentes  ou até mesmo macacões  onde na barriga  tem um tecido com elastano em  transparências.

E se ainda for muito complicado para você mostrar quadril e barriga nas apresentações, é possível encontrar trajes de dança do ventre que seguem esse mesmo parâmetro, além claro, dos lindos vestidos com cortes que evidenciam seus movimentos  e vão te deixar mais confiante com seu corpo até você se libertar de vez.

IDÉIAS PARA VOCÊ SE INSPIRAR:

Você pode usar e abusar da semi transparência  e até mesmo da renda na região da barriga e quadris, assim  você super disfarça as estrias e ainda fica muito linda. Você pode comprar bodys ou barrigueiras semi transparentes como no exemplo abaixo, elas caem super bem quando usadas em conjunto com o traje tradicional de dança do ventre.

 

estrias na barriga

 

Exemplos de Trajes- Clique na imagem desejada para ver em tamanho maior

 

DICAS EXTRAS—-> trabalhe a prevenção para que mais estrias não apareçam

Formas de Prevenção:

O segredo está na hidratação da pele por meio de cremes e alguns tipos de géis e óleos que tenham em sua composição o ácido retinóico ou colágeno. Essa hidratação não é uma coisa de uma vez por semana, TEM QUE SE TORNAR UM HÁBITO DIÁRIO INCLUSO EM SUA ROTINA DE CUIDADOS E HIGIENE COM O CORPO.

Durante o banho  faça uso de óleos,  sendo que uma vez por semana é aconselhável o uso de  sabonete esfoliante,pois além de esfoliar a pele, produz novas fibras de colágeno, isso sem falar em uma microcirculação local estimulada pela substância.

Em se tratando de produtos eu costumo usar estes que estão aí embaixo,  que tem um precinho camarada e são fáceis de encontrar, além de cumprir o prometido e deixar a pele com cheiro muito bom e super macia!

Eu aplico  na região dos quadris, nádegas e coxas que é onde as BANDIDAS mas costumam aparecer, mas lembre-se

Esfoliante – deve ser usado apenas uma vez por semana

Óleo Durante o banho

hidratante- Após o banho

 Invista em tratamentos específicos

 Se você já possui estrias severas  instaladas no seu corpinho de bellydeusa, saiba que existe sim, maneiras de aliviar e em alguns casos dar fim no problema.

Assim que puder procure um dermatologista que vai avaliar o grau e os tipos de estrias determinando o tratamento ideal para cada uma delas e de acordo com seu tipo de pele.

Bom, por hoje é só, espero ter ajudado!

Bellybeijos e até a próxima bellyaventura

1 comment

  1. Gabriela Basílio 2 setembro, 2016 at 12:09 Responder

    Na verdade, eu não acho que estrias atrapalhem ou sejam relevantes. Demorei muito tempo para aceitá-las (junto com todas as modificações do corpitcho depois de ter 2 filhos) e a dança me ajudou muito neste processo. E acredito que as dançarinas deveriam usar isso ao seu favor, assumir o corpo que tem ao invés de se esconder atrás de roupas que muitas vezes não disfarçam e mais atrapalham do que ajudam. Claro que o que mais vale é se sentir confortável e usar o que achar melhor, mas que isso parta da pessoa e do que ela sente, e não de uma “moda” ou qualquer imposição estética. Não digo que é fácil assumir o próprio corpo, principalmente quando ele está fora do padrão Bellydance Superstars, mas vale a pena e é libertador. Chega dessa ditadura do corpo, principalmente numa arte tão linda e feminina e empoderante quanto a dança do ventre. A beleza está justamente na diversidade.

    No mais, adoro o blog de vocês e aprendo muito aqui! Beijos

Leave a reply